E AÍ, COMO CORNÉLIO PROCÓPIO ESTÁ INDO???

 

Por Enio Trevizani

24 / 07 / 2017

Passados sete meses da não tão nova administração pública de Cornélio Procópio, a pergunta que se faz é como esta a cidade, pois o tempo de adaptação, correção, “caça as bruxas” já passou e qualquer justificativa tem que ser muito bem avaliada.

Aparentemente a cidade vai bem e a palavra “aparente” tem muito valor nesta a administração, que está em festa, pois finalmente foi terminada a obra do Conjunto Martha Dequech, a “menina-dos-olhos” do alcaide em breve será entregue, algumas principais vias da cidade estão sendo recapeadas, bueiros estão sendo limpos, obras estão sendo feitas e o importante é apresentar a cidade como o verdadeiro paraíso, esforço este garantido através dos maçantes artigos divulgados pelo setor de comunicação e publicados no site oficial da prefeitura.

Por outro lado à saúde está uma lástima, ninguém quer assumir o problema, segundo as más línguas, há até a intensão de terceirizar a “coisa”, passando o abacaxi para algum “parente” de alguém, as ruas da maioria dos bairros estão um caos, chovem denúncias sobre disfunção e falsa jornada de trabalho na prefeitura, além da suspeita do desparecimento de quase meio milhão em reais de um repasse da SANEPAR ao Fundo Municipal do Meio Ambiente.

Cresce a criminalidade e a Justiça manda soltar os presos recorrentes, inclusive perigosos menores, sendo que os principais pontos de lazer do município e escolas se tornaram áreas de encontro de desocupados, de marginais e traficantes.

O time de futebol foi esquecido pela torcida apesar de uma atuação brilhante no campeonato paranaense, que chamou a atenção de programas como o Fantástico da Rede Globo, do “Campo da Vila” ser adaptado para grandes jogos, mas a equipe sofreu alguns revezes, foi rebaixada para a segundo divisão, não realiza partidas satisfatórias e aquela vibrante torcida, que tinha jurado amor eterno desapareceu e ninguém fala sobre isso...

Um pontilhão de metal que liga o centro da cidade a Vila São Pedro está prestes a cair e só depois que alguém se machucar seriamente algo será feito, como o trânsito, que é caótico e desorganizado, onde acidentes são constantes deixando várias pessoas feridas.

Quando é para se criar emprego, vários funcionários de uma empresa que prestava serviços ao município ficam desempregados por uma questão administrativa que poderiam ser facilmente resolvida.

Quanto ao que orgulha a administração, a entrega das casas do Conjunto Martha Dequech, estas terão que esperar, pois o que seria um evento social, será transformado em show político com a presença dos “Barões do Presidente Conde Vlad Cai-não-cai”, pois os novos moradores serão votos garantidos em próximas eleições e estas figuras precisam aparecer, se mostrarem como heróis da democracia, inclusive os locais.

Ainda questiono a qualidade da malha asfáltica empregada, o dinheiro veio do governo, isto é evidente, com ajuda de deputados, que atendendo a solicitação de vereadores mais integrados aos problemas da comunidade, mas só o tempo dirá se o trabalho foi bem feito e o material usado atende a necessidade.

Estranho também é a limpeza dos bueiros em tempos de seca, quando a época de chuvas vier será que ainda estarão limpos?

O melhor é Ação Social fazendo campanha de doação de agasalhos em pleno inverno e festa típicas...

Não seria melhor se organizar e recolher o material antes que os necessitados congelem?

E por falar em eleições, de acordo com informações, verbas que foram solicitadas pelo ex-prefeito foram enviadas ao município, porém estas estão guardadas a sete chaves e deverão ser usadas em futuras obras, que de costume, serão inaugurada e noticiadas ao quatro cantos, em eventos apoteóticos para mídia e a população quando se aproximar a campanha eleitoral.

É assim que está Cornélio Procópio e o Ministério Público, que deveria investigar tudo isto, inclusive a curiosa mudança da sede da Polícia Militar, que saiu de um prédio público para outro alugado, sendo empregado o dinheiro do contribuinte, que vai diretamente para um o bolso de um particular, este está mais preocupado com as festas que os alunos das faculdades realizam pela cidade como estampam matérias em sites ou um jornal de Londrina e não se preocupam com outros assuntos, como a empresa que administra o transporte urbano, que alterou o preço da passagem do dia para noite, indo contra tudo que é correto, desrespeitando o direito do idoso e menosprezando o cidadão com a benção do poder público.

Acredito que o prefeito Amin Hannouche deverá fazer uma boa administração, como fez anteriormente, com certeza com muito barulho para divulgar suas conquistas, sempre culpando a anterior pelas falhas, mas a esperança que ele supere as expectativas, coloque a cidade nos trilhos do progresso, o que não é fazer conjuntos habitacionais, mas trazer empregos e qualidade de vida a população, limpando também a prefeitura, enxotando os parasitas, evitando proteger falsários e outros tipos de malfeitores que se aproximam para conseguirem uma migalha qualquer.

Pense Nisso!!!

® Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.


Visitantes On Line

 

Copyright® 2013 - 2017 Crônicas Procopenses

Todos os Direitos Resevados - Cornélio Procópio - Paraná